Tremor de terra sentido em Santa Catarina; no h registro de vtimas

O Corpo de Bombeiros do estado recebeu cerca de 30 chamados de pessoas relatando terem sentido o tremor.

O Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) confirmou um tremor considerado moderado na margem continental brasileira, localizada a 100 quilômetros
da costa de Florianópolis. O tremor de 3,6 de magnitude na Escala Richter foi registrado às 9h28 de hoje (13).

De acordo com os técnicos do centro, parte das ondas do tremor se propagou na costa sendo sentido em cidades como Florianópolis, Blumenau, Itajaí e como
maior intensidade na Barra da Lagoa, localidade mais próxima ao oceano.

A secretaria de Defesa Civil de Santa Catarina divulgou nota informando que o sismo foi de baixa magnitude, portanto não oferece riscos secundários, como
da ocorrência de tsunamis. "Ressaltamos que eventos dessa natureza são atípicos para a região Sul do território brasileiro, quando, sendo o registro atual
(13/04/2018) o de maior magnitude nos últimos dois anos", informou o comunicado.

O Corpo de Bombeiros do estado recebeu cerca de 30 chamados de pessoas relatando terem sentido o tremor. No entanto, em nenhum chamado houve pedido de
ajuda para resgate. Os relatos vieram principalmente, de acordo com a corporação, dos moradores da capital.  Nenhuma viatura ou equipe de socorro chegou
a ser enviada para os locais de chamado. Ainda assim, segundo os bombeiros, todos os registro foram repassados à Defesa Civil para avaliação do local onde
os tremores foram sentidos. 
 

Fonte: Agncia Brasil

Contedo Patrocinado:

#Compartilhando_Inclusao Empreendedor, visite o Simpi,torne-se um MEI ou regularize sua situao junto a receita federal. Conhea as vantagens em ser associado e seja solidrio com a Asdevron. Simpi (Sindicato Da Micro E Pequena Indstria): Rua Padre Chiquinho, 1454 - bairro Pedrinhas (Prximo ao Ana Adelaide) Fone: 3026-2108 Email: simpi@simpi.net. Chamada da Asdevron (MP3) https://t.co/IRhqiO6lh8 Rifa: https://t.co/6NqqOYYPfy *Esta publicao foi inserida por PCDV com o apoio da Feder - Federao dos Deficientes de Rondnia.

 

Voltar para página anterior